“Da depressão às passarelas” - Tati Gaião

Quem me vê, hoje em dia, nas páginas de revistas, jornais e catálogos de lojas, pensa logo em como minha autoestima é elevada e como sou feliz, mesmo estando acima
do peso. Sim! Hoje sou muito feliz, não simplesmente por ser modelo e Miss Plus Size. Sou feliz porque consegui me aceitar e me enxergar linda como sou, independente de peso, tamanho, cor ou o que quer que seja. Sou poderosa, sou um
mulherão! Sou livre, sou feliz! Eu me amo acima de qualquer coisa.
Estou em paz !!!






Hoje sou referência  de beleza real e auto-aceitação 
para muitas mulheres (e homens também) não só no Brasil 
como fora do país. Incrível o poder e a velocidade da mídia 
neste sentido! Mas esta alegria de viver não me acompanhou
desde sempre. Não pense que foi fácil chegar até aqui. 
Pode ser difícil imaginar, para você, que está lendo 
este livro, e que não me conheceu há alguns anos atrás, que 
algum dia me senti a mulher mais feia, infeliz e a menos 
desejada do mundo. As influências externas da vida, as 
imposições da sociedade e mídia, aliados ao despreparo 
familiar e psicológico me fizeram passar por um turbilhão de 
emoções que me levaram ao “fundo do poço”.
Tatiana Gaiã

Um comentário:

  1. Ela teve aqui em Valadares divulgando este livro! O história dela é linda!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado.